Diretório

Farol ATT - Associação para o Tratamento das Toxicodependências

Somo uma IPSS - Instituição Particular de Solidariedade Social sem fins lucrativos. Temos como principal objectivo a prestação de serviços de qualidade na área da reabilitação de pessoas dependentes de álcool e/ou drogas no nosso Centro de Tratamento FAROL situado em Monte Santos no concelho de Sintra. O Farol oferece um programa de tratamento que procura dar respostas às várias necessidades de adolescentes e adultos afectados pela doença da adicção; pré-avaliação, tratamento, consultas externas, programa para famílias e material educacional.
   
Rua de Santa Clara, Quinta das Ameias - Monte Santos Sintra
2710-412 Sintra Lisboa
  • NIPC 502576839
  • Banco Millennium bcp
  • IBAN PT50-0033-0000-0018-7734-3830-5
  • Consignação 0,5% IRS

BI da Instituição

  • Associação
  • Temos como principal objetivo prestar serviços de qualidade na área da reabilitação de pessoas com uma adição (substâncias e/ou comportamentos).
    A razão principal que justifica a nossa existência consiste em proporcionar ao adito a oportunidade de ter uma vida saudável e preenchida.
  • A ATT constitui-se como associação em 1991 mas o nosso trabalho nesta área teve início em 1989, através da constituição de um fundo financeiro destinado a apoiar a reabilitação de pessoas com este tipo de problemas, tendo comparticipado diversos tratamentos em clínicas de reputação internacional. O êxito obtido, deu-nos confiança para alargar o âmbito das nossas actividades, de entre as quais se destacam a criação de um Centro de Tratamento para uma fase primária e, posteriormente uma segunda fase, o Farol II. Mais recentemente criamos o Farol III, Apartamento de Reinserção no qual tentamos ajudar os nossos utentes a fazer a transição entre o internamento e a vida social.
  • 1991
  • janeiro de 1991
  • Acção Social; Saúde;
  • Adultos; Tóxicodependentes;
  • Ambulatório; Centro Terapêutico; Inserção profissional; Apartamento de Autonomização;
  • Direcção
    José Maria Dias da Cunha (Presidente)
    Pedro Lino de Castro (Vice Presidente)
    Pedro Marques Guedes (Tesoureiro)
    Luís de Mello Breyner Roquette (Secretário)
    Manuel Branquinho da Fonseca Soares de Oliveira (Vogal)
  • Assembleia Geral
    Rita Espírito Santo Leite Faria (Presidente)
    Maria Manuel Dias da Cunha Telles da Silva (Vice Presidente)
    Nuno Morais Sarmento (Secretário)
  • Conselho Fiscal
    José Maria Ribeiro da Cunha (Presidente) José Roquette (Vogal)
    João Manuel Froes da Veiga Frade (Vogal)

Farol

• Contribuir para que os pacientes alcancem um estado livre de álcool e de drogas e para a manutenção desse padrão de vida;
• Acelerar o processo de abstinência;
• Contribuir para o desenvolvimento de um processo de mudanças pessoais necessário à manutenção da recuperação;
• Apoio à família durante e depois do tratamento;
• Grupo de apoio quinzenal até seis meses após tratamento.

O programa de tratamento do Farol terá uma duração de catorze semanas.
Caso a Equipa Terapêutica considere necessário poderá propor ao paciente a transição para a 2ª Fase de Tratamento, Farol II .

Recebemos todos, independentemente da sua capacidade financeira o que quer dizer que a ATT assume uma responsabilidade financeira muito grande, no seu compromisso de recuperar a vida de quem cá passa. Apenas alguns tratamentos são financiados, em parte, pela convenção com o SICAD..

Recursos técnicos: 4 psicólogos; 1 conselheiro, 1 assistente social

Farol II

Na sua essência, permite algum tempo para testar aquilo que foi aprendido numa primeira fase de Tratamento e utilizar os instrumentos adquiridos dentro de um sistema de apoio estruturado e concebido de forma a que nada de fundamental seja alterado no decorrer do processo de integração.
• Aprender a desfrutar a vida sem drogas e álcool;
• Lidar com situações de stress;
• Fazer planos e estruturar os dias;
• Cometer erros e aprender com eles;
• Confiança, honestidade e assertividade – desenvolver estas aptidões;
• Ser um membro de uma “família”;
• Tomar responsabilidade por si mesmos e aumentar a confiança e autoestima.
Duração:
O programa de tratamento do Farol II terá uma duração máxima de seis meses.

Recebemos todos, independentemente da sua capacidade financeira o que quer dizer que a ATT assume uma responsabilidade financeira muito grande, no seu compromisso de recuperar a vida de quem cá passa. Apenas alguns tratamentos são financiados, em parte, pela convenção com o SICAD..

Recursos técnicos: 4 psicólogos; 1 conselheiro, 1 assistente social

O Apartamento de Reinserção

O Apartamento de Reinserção é um espaço de transição entre a Comunidade Terapêutica e o contexto social de cada indivíduo. O objetivo é facilitar o processo de reintegração ao nível afetivo, social e profissional dos residentes que tenham concluído tratamento em Comunidade Terapêutica.
• Aprender a desfrutar a vida sem álcool nem drogas;
• Ser um membro de uma “família”;
• Tomar consciência da gestão quotidiana;
• Tomar a responsabilidade por si mesmos e aumentar a confiança e autoestima.

O projeto de cada utente no Apartamento de Reinserção tem uma duração de seis meses, podendo ser prolongado.
O Apartamento de Reinserção tem um protocolo com a Segurança Social e caso a admissão seja em cama convencionada, o prolongamento da estadia dependerá da autorização desta instituição

A admissão a este Apartamento de Reinserção, obedece a critérios específicos: Ter concluído um programa de tratamento em Comunidade Terapêutica (aceitamos utentes provenientes de outras Comunidades, mesmo que o modelo terapêutico não seja o mesmo); Aceitar as regras do Apartamento de Reinserção; Estar a trabalhar ou, em processo de reinserção sócio profissional; Manter-se abstinente de todas as substâncias alteradoras do humor..

Recursos técnicos: 4 psicólogos; 1 conselheiro, 1 assistente social

  • Técnicos Internos
    • 1
    • 4
    • 1
    • 3
    • 0
  • 2
  • 3
  • Técnicos Externos
    • 0
    • 0
    • 2
    • 0
    • 0
  • 0
  • 0

Sem informação disponível

Sem informação disponível