Diretório

Espaço t

O Espaço – Associação para Apoio à Integração Social e Comunitária, nasceu em 1994 e é desde 1998, uma IPSS com fins de saúde. O trabalho que é desenvolvido diariamente nas instalações desta Instituição agrega diferentes áreas de intervenção inter-relacionadas: - Os ateliês de expressão artística, complementados por um acompanhamento psicológico diário; - O departamento de emprego que assegura a inserção profissional; o departamento de FORMAÇÃO e projectos acreditado pela DGERT; - As Brigadas Espaço t, que leva as actividades desta Instituição a outras realidades; - E a linha urgência Espaço t de apoio a indivíduos em situações limite. Actividades que sejam um meio de promoção para o desenvolvimento positivo da auto-estima e do auto conceito das pessoas que procuram o Espaço t. Actualmente conta com cerca de 300 utentes. O Espaço t, e o “t” significa todos (as), é um espaço aberto que não se restringe a um grupo delimitado, tendo unicamente como alvo o ser humano.
   
Rua do Vilar, 54 Porto
4050-625 Porto Porto
  • NIPC 503532479
  • Banco CGD
  • IBAN PT50-0035-0196-0000-6979-7300-5
  • Consignação 0,5% IRS

BI da Instituição

  • Associação
  • O trabalho do Espaço t baseia-se em dois grandes vectores:
    Enquadramento do indivíduo em actividades artistico-culturais e/ou formativas (formais ou não formais), de modo a estimular as capacidades expressivas e desenvolver o investimento em si próprio.

    Promover a mudança social, com vista à aceitação da diferença pela sociedade, utilizando, para isso, a divulgação da cultura Espaço t.

    Objectivo: Modificar as atitudes, os valores e as aptidões, promovendo uma mudança positiva do estilo de vida, desenvolvendo a auto-estima e o auto-conceito.
  • O Espaço t surge num contexto social no qual a necessidade de novos instrumentos no combate à exclusão se torna premente.

    Um grupo de profissionais das áreas da saúde e das artes mobilizaram conhecimentos e sobretudo muito empenho para a criação de uma realidade sustentada por um objectivo primordial: o combate à exclusão social adoptando a arte, linguagem das emoções, como um instrumento privilegiado de comunicação.

    Assim, em 1994, nasceu o Espaço t – Associação para Apoio à Integração Social e Comunitária, desde Março de 1998, uma Instituição Particular de Solidariedade Social com fins de saúde.

    Ao fomentar a criatividade como linguagem comum, o Espaço t pretende despertar nos seus (suas) alunos(as) uma participação social activa, consciente e livre. Desta forma, o trabalho que é desenvolvido diariamente nas instalações desta instituição agrega diferentes áreas de intervenção interrelacionadas.


    Realizamos actividades que pretendem ser um meio de promoção para o desenvolvimento positivo da auto-estima e do auto-conceito das pessoas que procuram o Espaço t.

    Mas quem são estas pessoas? Sobretudo são aquelas que, quer por doença, física ou mental, quer por qualquer outro motivo, estão emocionalmente fragilizadas, e todas aquelas que simplesmente querem aprender uma nova linguagem artística.

    Actualmente conta com cerca de 500 alunos, alguns com problemas de toxicodependência, outros seropositivos, outros portadores da síndroma de Down, doentes do foro psiquiátrico e também os ditos "normais".

    Interessa contudo salientar que o Espaço t, e o “t” significa todos, é um espaço aberto que não se restringe a um grupo delimitado, tendo unicamente como alvo o ser humano.
    O Espaço t fomenta relações de confiança duradouras assentes no princípio da seriedade e cumprimento dos vectores acima mencionados;

    Acredita que o que faz, influencia a qualidade de vida das pessoas. Por isso os colaboradores sentem-se motivados no trabalho realizado;

    A mudança contínua que assegura a melhoria da organização, depende do esforço, dedicação e vontade de cada um. Para isso promove o rigor e a exigência com os colaboradores e com os outros.

    “Se cada um de nós melhorar um pouco todos os dias, temos a garantia de que cada vez seremos melhores, serviremos melhor o nosso público e teremos cada vez mais motivação naquilo que fazemos.”

    Jorge Oliveira, Presidente do Espaço t
  • 1994
  • janeiro de 1994
  • Nº Associados
    230
  • Acção Social; Artes do Espectáculo; Artes Visuais; Cultura; Desenvolvimento Local; Distribuição Produtos; Educação; Formação Profissional; Informação/Comunicação; Saúde;
  • Adultos; Comunidade em geral; Crianças; Pessoas com deficiência; Desempregados; Famílias carenciadas; Gravidas puérperas; Idosos; Imigrantes; Jovens; Outras Instituições; Sem abrigo; Tóxicodependentes;
  • Actividades Culturais; Actividades Ocupacionais; Atendimento Social e Psicológico; Centro ATL; Centro Convívio; Centro de Dia; Centro de Formação; Centro Terapêutico; Emprego Protegido; Formação Profissional; Inserção profissional; Intervenção Precoce;

Comunidade de Inserção

Realizamos atividades que pretendem ser um meio de promoção para o desenvolvimento positivo da auto-estima e do auto-conceito das pessoas que nos procuram.
promove, semanalmente, trinta ateliês artisticos.
Estes ateliês são dirigidos a grupos heterogéneos, numa perspetiva de integração total.

Atualmente conta com cerca de 300 alunos, alguns com problemas biopsicossocias e também os ditos "normais". O Espaço t, e o “t” significa todos, é um espaço aberto que não se restringe a um grupo delimitado, tendo unicamente como alvo o ser humano..

Dotada de acessos facilitados a todos os 4 pisos (elevador) e conta com instalações sanitárias adequadas a deficientes. Dispõe de salas de aulas, salas de manualidades, biblioteca e sala para conferências, gabinetes técnicos e logísticos, gabinete de psicologia, galeria de arte e estúdio.

CESFOR - Centro de Empreendedorismo Social e Formação

O DFP assume como missão específica apoiar a (re)integração na vida activa e profissional de grupos desfavorecidos através da concepção, promoção e execução de projectos formativos.
Ao direccionar as suas actividades educativas e formativas a grupos carenciados, dotando-os de competências pessoais e profissionais, este departamento actua com um objectivo: O combate à exclusão social pela integração profissional.
Paralelamente a estas actividades, o DFP promove acções de formação contínua (seminários, workshops, acções de sensibilização) dirigidas a técnicos(as) de saúde, técnicos(as) da área social, imigrantes e publico em geral.

40 alunos por ano em contexto de formação. 100 imigrantes NPT (Nacionais de países terceiros).

CESFOR
Rua do Sol, n.º 14, 2º andar
4000-527 Porto
t | [+351] 223 403 712
formacao@espacot.pt

2 técnicas superiores de formação, uma administrativa e um produtor cultural.

Palcos Para a Inclusão

O projeto “Palcos Para a Inclusão” apresenta o trabalho artístico desenvolvido pelos alunos/utentes do Espaço t, junto de crianças, jovens e adultos em diversas situações de vulnerabilidade social dos concelhos do Porto, Trofa e Maia, residentes em bairros sociais ou habitações sociais, através do envolvimento em manifestações culturais e artísticos que reforcem a coesão social, o diálogo entre diferentes e estimulem o desenvolvimento pessoal e interpessoal, promovendo assim a mudança social.

Pró-Equal - Contra a Violência

Com o apoio do POISE, Eixo Prioritário, Promover a Inclusão Social e Combater a Pobreza e a Discriminação, o Espaço t promove o projeto Pro-Equal Contra a Violência, no distrito do Porto, de 1 de dezembro de 2016 a 31 de dezembro de 2018. Tem como objetivo principal o de sensibilizar as pessoas com deficiência e incapacidade, e o público em geral, para as questões da igualdade de género e da violência de género e doméstica. Utiliza como ferramentas de intervenção privilegiadas diversas modalidades artísticas, tais como a fotografia, a pintura, o desenho e o teatro.

  • Técnicos Internos
    • 1
    • 1
    • 1
    • 30
    • 8
  • 2
  • 3
  • Técnicos Externos
    • 0
    • 0
    • 0
    • 12
    • 0
  • 3
  • 0

Relações Internacionais 1 35
Fotografia 3 100
Jornalismo 2 50

  • Pessoas Coletivas
    • 0
    • 10
    • 0
  • 220

CERCIGAIA Disponibilizamos ateliês artísticos aos seus utentes
CIAD Disponibilizamos ateliês artísticos aos seus utentes
APPACDM - Trofa Disponibilizamos ateliês artísticos aos seus utentes
Centro de Reabilitação Condessa de Lobão Disponibilizamos ateliês artísticos aos seus utentes
ENTREAJUDA Apoio em género e Formação RH
Fundação de Serralves Cooperação Institucional
Instituto de Reinserção Social Reinserção Social
Câmara Municipal do Porto Cooperação Institucional
Câmara Municipal do Porto Cooperação Institucional
IEFP GIP e Formação Profissional

2015 Prémio Glow Woman Club, de Melhor empresa com práticas no feminino Glow Woman Club
BPI 2014 – Prémio BPI Capacitar
EDP 2014 – Prémio EDP Solidária
DGS 2013 - 3º Lugar na categoria de Serviço Social do Prémio Hospital do Futuro
CASES 2013 – 1º Lugar Prémio Cooperação e Solidariedade - António Sérgio – Categoria Boas Praticas
C.M. Porto 2013 – Medalha de Valor e Altruísmo Grau Ouro – C.M. Porto
Sector 3 2012 – Premio “Dote IPSS” atribuído pela Sector 3 – Consultoria de Gestão
DGS 2012 - 3º Lugar na categoria de Prevenção da Obesidade do Prémio Hospital do Futuro
ISS 2012 - Prémio Boas Práticas na temática “Respostas Sociais” pelo Centro Distrital do Porto do Instituto de Solidariedade Social, Entidade Coordenadora da Plataforma Supraconcelhia do Grande Porto.
INR 2012 - Corpo Evento – Ciclo de Espectáculos em Teatro e Dança reconhecido pelo Instituto Nacional para a Reabilitação como Projeto de Mérito
IES 2012 - Iniciativa de Elevado Potencial de Empreendedorismo Social ES+.
CIG 2010 - Menção Honrosa “Igualdade é Qualidade”, atribuída pela Comissão para a Igualdade no Trabalho e no Emprego e Comissão para a Igualdade de Género.
Confraria das Tripas à Moda do Porto 2009 - Prémio Infante D. Henrique pela Confraria das Tripas à Moda do Porto.
DGS 2008 - 3º Lugar na categoria de Serviço Social do Prémio Hospital do Futuro
Fundação Calouste Gulbenkian 2007 - Nomeado para o Prémio internacional Raymond Georis Price: The Mercator Found pela Fundação Calouste Gulbenkian
CITE 2006 - Prémio “Igualdade é Qualidade”, atribuído pela Comissão para a Igualdade no Trabalho e no Emprego
Associação para o Planeamento Familiar 2004 - Prémio “Albino Aroso”, atribuído pela Associação para o Planeamento Familiar.
CITE 2004 - Menção Honrosa “Igualdade é Qualidade”, atribuída pela Comissão para a Igualdade no Trabalho e no Emprego
IEFP 2001 - Prémio “Manuel Lopes” – Menção Honrosa na categoria de Boas Práticas, atribuído pelo IEFP.
ANEFA 2001 - Prémio “Saber +”, atribuído pela ANEFA - Associação Nacional de Educação e Formação de Adultos

Entidade não tem ficheiros de Evolução Económica anexados.

Sem informação disponível