Diretório

CERCIOEIRAS - Cooperativa de Educação e Reabilitação de Cidadãos com Incapacidade, CRL

CERCIOEIRAS - Cooperativa de Educação e Reabilitação de Cidadãos com Incapacidade, CRL
Somos uma Cooperativa de Solidariedade Social e de Utilidade Pública que promove os Direitos das Pessoas com Deficiência e/ou Incapacidade há mais de 45 anos.
A CERCIOEIRAS – Cooperativa de Educação e Reabilitação de Cidadãos com Incapacidade, CRL é uma Cooperativa de Solidariedade Social e de Utilidade Pública (Despacho Publicado no Diário da República II série n.º 193 de 23 de agosto de 1985), com sede na Rua 7 de Junho, nº 57, 2730-174 Barcarena, sendo reconhecida pelo Instituto António Sérgio do sector Cooperativo.
Foi fundada em outubro de 1975, por um grupo de pais e técnicos de Reabilitação insatisfeitos com o atendimento que os seus filhos, pessoas com deficiência intelectual, recebiam.
Temos como objetivo a defesa incondicional dos Direitos das Pessoas com Deficiência e/ou Incapacidade, apoiando a sua participação e integração na vida social e profissional, promovendo o exercício pleno da sua cidadania através de um conjunto integrado de ações e serviços.
Assumimo-nos como uma organização de excelência na área geográfica em que atuamos, onde nos distinguimos pela gestão e sustentabilidade, e assentamos numa intervenção centrada no cliente com vista à satisfação plena das suas expectativas e necessidades.
Trabalhamos para o reforço da nossa competitividade e eficácia, sempre com total respeito pelos princípios da responsabilidade social e do desenvolvimento sustentado.

ESTA É A NOSSA HISTÓRIA ATÉ AO MOMENTO:
1975
Fundação da Cooperativa | Abertura da Escola de Educação Especial com Unidade Residencial
1978
Início do Protocolo com o Ministério da Educação para financiamento da Escola de Educação Especial
1990
Alteração estatutária, segundo diretrizes do Instituto António Sérgio, publicadas em Diário da República III série n.º 149
1994
Candidatura ao PIDDAC para construção das novas instalações
1995
Início do Acordo de Cooperação com a Segurança Social para o Centro de Atividades Ocupacionais e Lar Residencial
1998
Início da construção das novas instalações | Início do PIPO (Programa de Intervenção Precoce de Oeiras)
1999
Alteração estatutária de forma a tornar-se Cooperativa de Solidariedade Social em 1999, publicadas no Diário da República III série n.º 202
2002
Mudança para as Novas Instalações
2005
Início do SAD (Serviço de Apoio Domiciliário)
2008
Início do CRI (Centro de Recursos para a Inclusão)
2009
Início do Processo de Certificação de Qualidade | Criação do serviço Banco de Equipamentos e Tecnologias de Apoio e do Serviço de Atividades Terapêuticas e de Tempos Livres
2010
Mudança de designação para CERCIOEIRAS com alteração do logótipo | Alteração estatutária para mudança da denominação de Cooperativa de S. Pedro para CERCIOEIRAS (Insc. 3 – AP. 23/20100115 – UTC) | Certificação pela norma ISO 9001:2008
2011
Certificação pelos Manuais da Qualidade da Segurança Social (CAO, UR e SAD)
2012
Início das Atividades de Enriquecimento Curricular
2013
Cessação do Serviço de Apoio Domiciliário | Estatuto de Organização não Governamental para o Desenvolvimento (ONGD)
2014
Estatuto de Organização não Governamental para pessoas com Deficiência (ONGPD)
2015
Início do Projeto Crescer na Diferença
2018
Início das Atividades de Animação e Apoio à Família (AAAF)
   
Rua 7 de Junho, 57 Barcarena
2730-174 Oeiras Lisboa
  • NIPC 500661952
  • Banco CGD
  • IBAN PT50-0035-0027-0003-7458-1321-9
  • Consignação 0,5% IRS

BI da Instituição

  • Cooperativa
  • Integrar, educando, reabilitando e cuidando, ao longo da vida, os clientes e suas famílias, com excelência e sustentabilidade.
  • Respeito pela Pessoa - Pautar a nossa conduta por princípios éticos de cordialidade, responsabilidade, privacidade, confiança e transparência na relação com as partes interessadas.
    Qualidade e Excelência Procurar a melhoria contínua dos serviços prestados, tendo em conta as necessidades e expectativas das partes interessadas, promovendo a sua participação e envolvimento, cumprindo os requisitos legais.
    Responsabilidade Social - Corresponsabilizar, envolvendo as partes interessadas, na construção de uma sociedade mais justa e inclusiva.
    Inovação e Empreendedorismo- Estar aberto à mudança, intervindo com criatividade e flexibilidade, transformando, em permanência, o contexto onde nos inserimos.
    Cooperação- Promover o trabalho em equipa e em parceria, valorizando a complementaridade, as competências e as realizações pessoais.
    Responsabilidade Ambiental - Contribuir para a melhoria e qualidade do meio ambiente, sensibilizando e atuando para a eficiência energética, a redução de desperdícios, a reutilização e o respeito pelos recursos naturais.
    Diversidade- Promover a diversidade e a igualdade de oportunidades independentemente da origem cultural, étnica, social, religião, orientação sexual, género, idade, características físicas e estilo pessoal.
  • 1977
  • janeiro de 1975
  • Acção Social; Educação; Serviços à Comunidade;
  • Adultos; Comunidade em geral; Crianças; Pessoas com deficiência; Idosos;
  • Actividades Ocupacionais; Atendimento Social e Psicológico; Centro ATL; Centro de Recursos; Centro Terapêutico; Colónia de Férias; Educação Especial; Hidroterapia; Hipoterapia; Intervenção Precoce; Lar Residêncial;

Intervenção Precoce

A Intervenção Precoce da CERCIOEIRAS integra a Equipa Local de Intervenção Precoce de Oeiras.
Na Intervenção Precoce da CERCIOEIRAS apoiamos crianças entre os 0 e os 6 anos, com alterações nas funções ou estruturas do corpo que limitam a participação nas atividades típicas para a respetiva idade e contexto social ou em risco de atraso no seu desenvolvimento e suas famílias, residentes no Concelho de Oeiras. O nosso principal objetivo é habilitar os cuidadores e adultos significativos da criança (pais, educadores ou outros), de forma a estimular o desenvolvimento global da criança, no seu contexto.

Crianças entre os 0 e os 6 anos .

Coordenadora e Docente
- Fisioterapeuta
- Psicólogo
- Técnico de Serviço Social
- Terapeuta Fala
- Terapeuta Ocupacional

Centro de Atividades e Capacitação para a Inclusão

O CACI é uma resposta social de base comunitária, com uma regulamentação centrada em novos desafios, como a promoção da autonomia, da vida independente, da qualidade de vida, da valorização pessoal, profissional e da inclusão social, em concretização dos princípios e valores preconizados nos instrumentos legais nacionais e internacionais que enquadram os direitos das pessoas com deficiência. (Portaria nº70/2021 de 26 de março).

101 clientes com mais de 16 anos..

- Diretor Técnico
- Terapeutas Ocupacionais
- 1 Fisioterapeuta
- 3 Técnicos Superiores de Reabilitação Psicomotora
- Animador Sócio-Cultural (1/2 tempo)
- Técnico de Serviço Social
- Auxiliar de Ação Pedagógica
- Monitores
- Auxiliares de atividades Ocupacionais
- Motorista

Lar Residencial

Na Unidade Residencial (UR) acolhemos pessoas com deficiência, com idade igual ou superior a 16 anos, que estão impedidas de residir no seu meio familiar, temporária ou definitivamente.
O nosso principal objetivo é promover e disponibilizar condições que contribuam para uma vida com qualidade e para a plena integração social dos nossos clientes.

52 clientes com mais de 16 anos..

- Diretor Técnico
- Animadores Socioculturais
- Técnico de Serviço Social
- Psiquiatra (avença)
- Ajudantes de Ação Direta

Centro de Recursos para a Inclusão

A CERCIOEIRAS integra desde Abril 2009, a rede nacional de Centros de Recursos para a Inclusão (CRI), em conformidade com os princípios da inclusão educativa e social e a promoção de igualdade de oportunidades.

Crianças e jovens com necessidades educativas especiais de carácter permanente (NEE) .

- Fisioterapeuta
- Psicomotricista
- Terapeuta Fala
- Terapeuta Ocupacional

Atividades de Animação e Apoio à Família

As Atividades de Animação e Apoio à Família (AAAF), são dinamizadas pela CERCIOEIRAS ao abrigo do Protocolo de Cooperação estabelecido com a Camara Municipal de Oeiras e o Agrupamento de Escolas Aquilino Ribeiro.

Crianças na educação pré-escolar (ou 123).

Animadores Socio Culturais

Atividades de Enriquecimento Curricular

As Atividades de Enriquecimento Curricular (AEC) no 1.º ciclo do ensino básico, são atividades de carácter facultativo e de natureza eminentemente lúdica, formativa e cultural que incidem, nomeadamente, nos domínios desportivo, artístico, científico e tecnológico, de ligação da escola com o meio, de solidariedade e voluntariado e da dimensão europeia da educação.

Crianças de 1º ciclo .

Profissionais com formação na área

Banco de Equipamentos e Tecnologias de Apoio

No Banco de Equipamentos e Tecnologias de Apoio (BETA), facilitamos um serviço que consiste no aluguer, a preços sociais, de produtos de apoio a pessoas com incapacidade temporária ou permanente.
Pretendemos satisfazer as suas necessidades básicas e/ou atividades da vida diária da forma o mais autónoma possível. Queremos promover uma melhor qualidade de vida, minimizar o impacto dos fatores geradores de exclusão e promover a igualdade de oportunidades.

43 pessoas atendidas.

Técnico de Serviço Social

Banhos e Cãopanhia

Serviço de higiene/desinfeção e tratamento animal aberto ao exterior, com o objetivo de dar banho, tratamento de pelo, limpeza de olhos, ouvidos e dentes, tarefas estas realizadas pelo nosso grupo de clientes do CACI.
É um Serviço auto-sustentável, que apresenta qualidade em termos de materiais e equipamentos de veterinária, mas também, no atendimento personalizado ao dono e respetivo cão, dando a oportunidade aos nossos clientes de, aprenderem novas funções/técnicas, promovendo o sentido de responsabilidade profissional e melhorando as suas competências pessoais e sociais.

Notas de Contacto – a OCPsolidária na CERCIOEIRAS

O Notas de Contacto – a OCPsolidária na CERCIOEIRAS é um projeto promovido pela Orquestra de Câmara Portuguesa (OCP). O objetivo é desenvolver ações e atividades musicais orientadas para potencializar as capacidades da pessoa com deficiência, promover a qualidade de vida e integrar a pessoa com deficiência nos seus contextos de desempenho.
As atividades realizadas semanalmente integram: manuseamento de instrumentos, compreensão de notação, interiorização e memorização de partituras, trabalho de grupo nos ensembles de música de câmara, apresentações em público, entre outras.

  • Técnicos Internos
    • 1
    • 1
    • 14
    • 16
    • 0
  • 15
  • 4
  • Técnicos Externos
    • 0
    • 0
    • 15
    • 0
    • 0
  • 5
  • 0

Apoio à Gestão
Trabalho Direto com os clientes
Apoio nas Oficinas
10 2500

Segurança Social Acordo de Cooperação para as Respostas Sociais CAO, Lar Residencial e Intervenção Precoce
Ministério da Educação Acordo de Cooperação Escola Educação Especial, Centro Recursos para a Inclusão
C. M. de Oeiras Actividades de Enriquecimento Curricular e actividades de Animação e Apoio à família

APCER ISO 9001:2015

Junta de Freguesia de Barcarena Medalha de Mérito - Grau Ouro
Câmara Municipal de Oeiras Medalha de Mérito Municipal - Grau ouro

Sem informação disponível